quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

[é preciso amar com calma]



é preciso amar com calma para não partir
para que não haja riscos
para que cada gesto fique bem no seu lugar
os sentimentos e os corpos permaneçam
ordenados e planos como as areias

é preciso ser paciente
para tratar de que o amor não adoeça
nem trinque de susto, ruído ou sobressalto
porque amor é sempre menino
mesmo que nasça em coração já gasto

é preciso que as ondas se quebrem suavemente
que o sol não seja por demais intenso
que o vento vente brisa
e que a chuva caia mansa e sem raios
pois amar é sempre delicado

é preciso finalmente deixar-se
barco sem velas de si abandonado
porque amor é livre e liberta
é reencontro diário na praia deserta
do desejo inesperado



'
imagem: Mário Bhering - Marinha ao Entardecer
fonte da imagem: http://www.palaciodosleiloes.art.br/leilao/2006_nov/images/005.jpg

9 comentários:

Encanto de Anjo disse...

Amei cada palavra
e com calma.
beijinhos de anjo no coração

Maria de Fátima disse...

Abraço doçura de poetisa!

BAR DO BARDO disse...

"porque amor é livre e liberta"

- bem.

Simone disse...

"porque amor é sempre menino
mesmo que nasça em coração já gasto"

Concordo plenamente... me lembrou de "Memórias de Minhas Putas Tristes" do Garcia Marquez. Lindo, Márcia!

Marcelo Brañas disse...

Nossa Márcia, lindo poema...muito muito bonito...parabéns

Renata de Aragão Lopes disse...

"é preciso
ser paciente
para tratar
de que o amor
não adoeça"

que lindos,
verdadeiros
e peculiares
versos...

um beijo,
doce de lira

V. disse...

Marcia, Querida. Tomei a liberdade de roubar-te uma pérola, para pôr na minha xícara de café frio. Espero que não te importes - já que te dou todo o crédito, e as bajulações devidas. Obrigado por essa lição de poesia - e de vida.

V. disse...

Aqui: http://restodecafefrio.blogspot.com/2010/06/e-preciso-amar-com-calma.html

marcia szajnbok disse...

mr.V, fique a vontade! estar no teu blog é sempre uma honra! abço!