segunda-feira, 18 de maio de 2009

cantiguinha



era uma vez
uma vez

e outra vez ela se fez
e mais outra e outra mais

e tantas vezes em seguida
que levou toda uma vida

para que a vez se desse conta
de que era mesmo tonta

de esperar ser novamente
o que fora eternamente

foi-se embora então, cansada
criou asas: vez passada...



'
imagem: Praça da República (1915), Coleção Folha São Paulo Antiga
fonte da imagem:http://spantiga.folha.com.br/foto_10.html

3 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Melodioso... Que encanto!
E é tanta vez que voa...

Compulsão Diária disse...

Outra vez e tantas e em seguida cria asas sua poesia. Que graça de cantiga. qianta e tnta beleza nessa vida aqui.
E que não pssae

Compulsão Diária disse...

Ah, saudades da Praça!!!!!!!!!!!!!!!