quinta-feira, 12 de março de 2009

papillon

desatenta
caminhava com o vento...

no meio de tanta flor,
a borboleta amarela
foi voar ao seu redor...

nesse mágico momento,
convenceu-se da própria bondade
por dentro...




fonte da imagem:http://www.animalpicturesarchive.com/ArchHAN01/1098623572.jpg

Um comentário:

Compulsão Diária disse...

Nada como ser feito Papillon e poder se convencer da prórpia mágica.
Delicado. Lindeza, Márcia