segunda-feira, 9 de março de 2009

redoma



verdeazuladas
águas claras e límpidas
moluscos e algas
bolhas simétricas
corais
peixes, crustáceos
e pedras plácidas...

num velho baú
naufragado
pequenos tesouros
porcelanas, moedas,
peças de antiquário...

tudo lindo
transparente
tanta calma nos ruídos aquáticos...

seria o paraíso
não fosse apenas um aquário...
'

3 comentários:

minuciosaformiga disse...

Simples e belo. Adorei!

Compulsão Diária disse...

Você é fera, Marcia Magnífica. Vai flutuando e faz do poema um paraíso.
acontece aqui a mágica. De verdade vc me espanta

Sight Xperience disse...

Eu diria simples e fluido!...dá para ouvir o borbulhar...
Um poema muito interessante, ilustrado por uma não menos interessante foto.
Parabéns pela qualidade do seu blog!